You are viewing a single comment's thread from:

RE: Digressions about the intelligent mechanism of evolution // Divagações sobre o mecanismo inteligente da evolução

in Proof of Brain3 months ago

Acredito que todo mundo já parou e pensou que podemos fazer parte de um ser vivo maior. Assim como nossas células e outras partes do nosso corpo nos compõe.

Assim como o vírus que ataca hoje as pessoas, nós podemos ser o vírus da terra... Enfim

Outra coisa que eu sempre pensei é na infinidade.

Sabemos o quão grande é o Universo e não temos ideia do "fim" dele. E que somos meras partículas de areia ao ser comparado a outros astros por ai e dos quais ainda temos conhecimento... Porém ao inverso eu acredito que seja igual

Quanto menor uma coisa, mas coisas vamos achar. Desde a época que o átomo era a menor coisa... depois foi conseguido... E se continuasse diminuindo nosso tamanho? Cada vez menor, será que realmente existe um fim?

E como tudo surgiu as coisas? Como os animais sabem que devem fazer isso sempre? Talvez pelo tempo e "cultura" passado para eles... mas como explica o mesmo comportamento aqueles que nasceram privados dentro de uma casa, cativeiro e tem os mesmos costumes de quem é selvagem?

Essa ideia de algo já pré-programado nos faz também pensar que vivemos dentro de uma realidade já feita e programada e que tem um fim.

São segundos de tempo apenas. Mas que dentro do nosso próprio tempo são bilhões de anos. Se é que tu me entende o que eu quero dizer XD


Posted via proofofbrain.io

Sort:  

Perguntas sem fim. Suposições sem fim! Hahah, tudo que nos resta é questionar e filosofar a respeito né, de pouco ou de nada nós temos certeza. O extremo oposto dessa busca desenfreada por compreensão também me atrai, o fato de que somos meros grãos de areia!


Posted via proofofbrain.io