GABA and the Gabaergic system. an introduction // GABA e o sistema Gabaergico. Uma introdução

in StemSocial4 months ago

It seems that ecency has some instability in uploading images here, but I'll risk posting anyway, in case the formatting gets bad, as soon as the system goes back to normal I'll try to update!

I'm going to talk today about a topic that is more complex than it appears to be: GABA. And maybe everything I say here is not only outdated but also limited, given that it's a theme that is in full expansion and updating. But above all, it's good to remember that a summary post for Hive shouldn't be taken as an academic article of incredible depth, because, honestly, not only am I not getting paid for it properly, but I also don't have as much time to study the topic as a specialist psychopharmacology student would have.


Source

Starting with the basics, it can be said that GABA is the most vast neurotransmitter in our brain, it is the main inhibitory neurotransmitter in the central nervous system of every mammal and is totally linked to "excitability and aggression". It can be said that its most classic action is "sedation", but its actions can be either inhibitory or excitatory, depending on how they chemically act in our brain. Its composition and categorization is not so simple and like so many other transmitters, GABA has three classes: A, B and C.



Probably a simplification of the practical functions of GABA, but they serve for being didactic
Source

Given that each GABA class has its nuances and complexities and requires careful study to explain, I will divide this post into 3 future parts, each for their respective types A, B and C. That is, this is an introduction, just like I did with the posts about terpenes a few months ago. As with terpenes, posting this type of content is a formula for me to learn the content before being able to share it with the public, but I already anticipate that topics involving neurotransmitters tend to be much denser and more complex and seem to require a filter of understanding and transformation of terms to "facilitate" and lubricate understanding, but I will do my best for that.


Source

I end this introductory text by talking about a classic topic when talking about GABA. The "Gamma-Aminobutyric Acid" supplement, known simply as GABA itself. Sold in many compounding pharmacies or supplementation websites, it is understood as a tool that would act directly fulfilling the GABAergic function in the brain, but apparently, many studies have been stating that this method of using GABA as a supplement unfortunately does not work well. . And the main reason for this is the fact that in this traditional formula the substance does not pass the blood-brain barrier (BBB), as with many substances. It may even be that this supplement, when ingested, brings some body relaxing benefit (most reports from users are of helping sleep), but if we are to think of gabaergic action as would occur with a medication specifically made for such a function, this does not happen. . Although, like everything else in science, this statement needs more proof and may be incorrect, with GABA in this formulation being a prescription-free supplement, maybe it's up to you reader, empirically, to do some testing and report it to us! And there is still the possibility that, perhaps through some alternative system the user can "hack" their blood-brain barrier through the use of an alternative substance that "opens doors". But in that sense I prefer not to even detail such techniques since they are experimental and maybe even risky (because if you make room for a substance X to enter your brain, what else could enter along with it?).


Source

So for now, we are like this. Soon I will start the research and the text about GABA A. Thank you for reading and attention.

Research sources used in this article: 1, 2, 3 and 4

Thômas Helon Blum

Uploading SEPARADOR-DE-TEXTO-1.png #75

Português

Vou falar hoje sobre um tema que é mais complexo do que parece ser: O GABA. E talvez tudo que eu diga aqui esteja não apenas desatualizado como também limitado, dado que é um tema em plena expansão e atualização. Mas acima de tudo, é bom lembrar que uma postagem resumida para o Hive não deve ser levada como artigo acadêmico de incrível profundidade, por que, sinceramente não só não estou sendo pago para isso devidamente como também não tenho tanto tempo de estudar o tema como um estudante de psicofarmacologia especializada teria.


Source

Começando do básico, pode se dizer que GABA é o neurotransmissor mais vasto em nosso cérebro, é o principal neurotransmissor inibitório no sistema nervoso central de todo mamífero e está totalmente ligado a "excitabilidade e agressividade". Pode se dizer que sua ação mais clássica é a "sedação", porém suas ações podem ser tanto inibitórias quanto excitatórias, dependendo do modo como irão agir quimicamente em nosso cérebro. Sua composição e categorização não é tão simplória e tal como tantos outros transmissores, o GABA possui três classes: A, B e C.



Provavelmente uma simplificação das funções práticas do GABA, mas servem por serem didáticas
Source

Dado que cada classe de GABA tem suas nuances e complexidades e exigem um estudo cuidadoso para serem explicados, eu vou dividir essa publicação em 3 partes futuras, cada um para seus respectivos tipos A, B e C. Ou seja, essa é uma introdução, tal qual eu fiz com as postagens sobre terpenos há alguns meses atrás. Da mesma forma que aconteceu com os terpenos, postar esse tipo de conteúdo é uma fórmula para eu aprender o conteúdo antes de poder repassa-lo ao público, porém já antecipo que temas que envolvem neurotransmissores tendem a ser bem mais densos e complexos e parecem exigir um filtro de compreensão e transformação dos termos para "facilitar" e lubrificar o entendimento, mas farei o possível para isso.


Source

Termino esse texto introdutório falando sobre um tópico clássico quando se fala em GABA. O suplemento de "Ácido Gama-Aminobutírico", conhecido simplesmente como GABA mesmo. Vendido em muitas farmácias de manipulação ou por sites de suplementação, é compreendido como uma ferramenta que agiria diretamente cumprindo a função Gabaérgica no cérebro, mas ao que tudo indica, muitos estudos vem afirmando que esse método de uso do GABA como suplemento infelizmente não funciona bem. E o principal motivo para isso é o fato de que nessa fórmula tradicional a substância não passa na barreira hematoencefálica (BHE), tal como acontece com muitas substâncias. Pode até ser que este suplemento ao ser ingerido traga algum benefício relaxante corporal (a maioria dos relatos de usuários é de ajudar no sono), mas se formos pensar em ação gabaérgica tal qual ocorreria com um medicamento própriamente feito para tal função, isso não acontece. Ainda que, assim como tudo na ciência, essa afirmação precisa de mais comprovação e pode estar incorreta, sendo o GABA nessa formulação um suplemento livre de receitas, quem sabe isso cabe à você leitor, de modo empírico fazer algum teste e relatar-nos! E ainda existe a possibilidade de que, quem sabe através de algum sistema alternativo o utilizador possa "hackear" sua barreira hematoencefálica através do uso de uma substância alternativa que "abre portas". Mas nesse sentido eu prefiro nem mesmo detalhar tais técnicas dado que são experimentais e quem sabe até mesmo arriscadas (por que se você abre espaço para uma substância X entrar no seu cérebro, o que mais poderia entrar junto com ela?).


Source

Então por hora, ficamos assim. Em breve inicio a pesquisa e o texto à respeito do GABA A. Obrigado pela leitura e atenção.

Fontes de Pesquisa utilizadas nesse artigo: 1, 2, 3 e 4

Thômas Helon Blum

Sort:  

Obrigado por promover a comunidade Hive-BR em suas postagens.

Vamos seguir fortalecendo a Hive

Metade das recompensas dessa resposta serão destinadas ao autor do post.

Thanks for your contribution to the STEMsocial community. Feel free to join us on discord to get to know the rest of us!

Please consider delegating to the @stemsocial account (85% of the curation rewards are returned).

You may also include @stemsocial as a beneficiary of the rewards of this post to get a stronger support. 
 

Dificil mesmo algo passar pela barreira hematoencefálica! Infelizmente maior parte dos suplementos não da efeito algum, por hora o uso de suplemento de GABA pode ter o chamado efeito placebo na maior parte das vezes
!1UP

You can earn passive income by delegation of tribe tokens to "The Cartel".

dlmmqb-TheCartel-banner
Click this banner to join "The Cartel" discord server to know more.

Exatamente! Espero abordar esse tema dos suplementos e placebos em breve! Obrigado pelo comentário!!

Congratulations @thomashnblum! You have completed the following achievement on the Hive blockchain and have been rewarded with new badge(s):

You got more than 1500 replies.
Your next target is to reach 1750 replies.

You can view your badges on your board and compare yourself to others in the Ranking
If you no longer want to receive notifications, reply to this comment with the word STOP

Check out the last post from @hivebuzz:

Hivebuzz supports the HiveFest⁷ Travel Reimbursement Fund.
Our Hive Power Delegations to the July PUM Winners
Feedback from the August 1st Hive Power Up Day
Support the HiveBuzz project. Vote for our proposal!
1UP-PIZZA.png

You have received a 1UP from @gwajnberg!

The @oneup-cartel will soon upvote you with:
@stem-curator, @vyb-curator, @pob-curator, @neoxag-curator
And they will bring !PIZZA 🍕.

Learn more about our delegation service to earn daily rewards. Join the Cartel on Discord.