The second wave of Coronavirus.

in GEMS9 days ago

This publication was also written in SPANISH and PORTUGUESE.

Inside Telecom

Life happens in many cycles and some of them (especially the negative ones) are unfortunately repeated by the ineffective behavior of human beings themselves. A very clear example of what I am talking about is how millions of people are acting in the face of what Covid-19 stands for and all of its destructive power. After a massive first wave, where the result is millions of infections and deaths around the world, it was expected that contention on the virus would happen... In fact, it happened, but not for long.

The "heaviest" point where the second wave of Coronavirus is happening and spreading again is in Europe. Many countries are having to deal with an intense, worrying and revolting phase where new security measures are being implemented and because of a greater good (after all, life always has to come first), the authorities are trying to insure a possible (and perhaps likely) new collective contamination. The challenge is constant, but this time, people seem to be more rebellious than before.

There are many protests going on and they all have a common motivation: the right to live a "normal" life in the face of the pandemic. Many companies are being closed, people are losing their jobs and many governments claim that there is not enough money to create new emergency aid projects (such as those that were already created during the first phase) for those who will have to face a new and complicated one phase of social isolation. The future is uncertain, worrying... But not disappointing (depending on each person's point of view).

Meanwhile, in countries like the United States, India and Brazil, the levels of infections and deaths remain very worrying. If, by chance, there is a second wave in the midst of the reality of these countries, the scenario will be chaos like never before seen. Not only because of health problems (which would obviously be something extremely serious) and deaths that will happen, but because of the more robust and worrying collapse in the economy of each of the countries mentioned. The only (and definitive) solution to this problem is the vaccine and until then, the next chapters of this story have undergone many changes.


La segunda ola de Coronavirus.

La vida transcurre en muchos ciclos y algunos de ellos (especialmente los negativos) lamentablemente se repiten por el comportamiento ineficaz de los propios seres humanos. Un ejemplo muy claro de lo que estoy hablando es cómo millones de personas están actuando frente a lo que representa Covid-19 y todo su poder destructivo. Después de una primera ola masiva, donde el resultado son millones de infecciones y muertes en todo el mundo, se esperaba que ocurriera una disputa sobre el virus... De hecho, sucedió, pero no por mucho tiempo.

El punto "más pesado" donde la segunda ola de coronavirus está ocurriendo y se está propagando nuevamente es en Europa. Muchos países están teniendo que lidiar con una fase intensa, preocupante y repugnante donde se están implementando nuevas medidas de seguridad y por un bien mayor (después de todo, la vida siempre tiene que ser lo primero), las autoridades están tratando de asegurar un posible (y quizás probablemente) nueva contaminación colectiva. El desafío es constante, pero esta vez, la gente parece más rebelde que antes.

Hay muchas protestas y todas tienen una motivación común: el derecho a vivir una vida "normal" frente a la pandemia. Se están cerrando muchas empresas, la gente está perdiendo sus puestos de trabajo y muchos gobiernos aseguran que no hay suficiente dinero para crear nuevos proyectos de ayuda de emergencia (como los que ya se crearon durante la primera fase) para quienes tendrán que afrontar uno nuevo y complicado fase de aislamiento social. El futuro es incierto, preocupante... Pero no decepcionante (según el punto de vista de cada uno).

Mientras tanto, en países como Estados Unidos, India y Brasil, los niveles de infecciones y muertes siguen siendo muy preocupantes. Si, por casualidad, se produce una segunda ola en medio de la realidad de estos países, el escenario será un caos como nunca antes se había visto. No solo por los problemas de salud (que obviamente sería algo gravísimo) y las muertes que se producirán, sino por el colapso más robusto y preocupante de la economía de cada uno de los países mencionados. La única (y definitiva) solución a este problema es la vacuna y hasta entonces, los siguientes capítulos de esta historia han sufrido muchos cambios.


A segunda onda do Coronavírus.

A vida acontece em muitos ciclos e alguns deles (em especial, os negativos) infelizmente, são repetidos por pela ineficácia no comportamento dos próprios seres humanos. Um exemplo muito claro do que eu estou falando é como milhões de pessoas estão agindo perante ao que o Covid-19 representa e todo o seu poder destrutivo. Depois de uma primeira onda massiva, onde o resultado são milhões de infecções e mortes ao redor do mundo, esperava-se que uma contenção sobre o vírus iria acontecer... De fato, aconteceu, mas não por muito tempo.

O ponto mais "pesado" onde a segunda onda do Coronavírus está acontecendo e se espalhando novamente é na Europa. Muitos países estão tendo que lidar com uma intensa, preocupante e revoltante fase onde novas medidas de segurança estão sendo implementadas e em virtude de um bem maior (afinal, a vida sempre tem que vir em primeiro lugar), as autoridades estão tentando segurar uma possível (e talvez provável) nova contaminação coletiva. O desafio é constante, mas desta vez, as pessoas parecem estar mais rebeldes do que anteriormente.

Há muitos protestos acontecendo e todos eles tem uma motivação em comum: o direito de ter uma vida "normal" perante a pandemia. Muitas empresas estão sendo fechadas, pessoas estão perdendo seus empregos e muitos governos alegam que não há dinheiro suficiente para criar novos projetos de ajudas emergenciais (como aqueles projetos que já foram criados durante a primeira fase) para quem vai ter que enfrentar uma nova e complicada fase de isolamento social. O futuro é incerto, preocupante... Mas não decepcionante (a depender do ponto de vista de cada pessoa).

Enquanto isso, em países como os Estados Unidos, Índia e Brasil, os níveis de infecções e mortes continuam sendo muito preocupantes. Se, por acaso, houver uma segunda onda no meio da realidade desses países, o cenário será um caos como antes nunca visto. Não apenas por causa dos problemas de saúde (o que obviamente já seria algo extremamente grave) e mortes que vão acontecer, mas pelo colapso mais robusto e preocupante na economia de cada um dos países citados. A única (e definitiva) solução para esse problema é a vacina e até lá, os próximos capítulos dessa história sofreram muitas mudanças.

Sort:  

This post is shared to Twitter in support of @ocd and @ocdb's #posh initiative.

É impressionante como esse vírus é traiçoeiro, não pode relaxar que a segunda onda vem. É bom nem duvidar.

 9 days ago Reveal Comment